FLOR leva arte e leitura para a praça nos 300 anos de Oeiras

Um jardineiro e uma florista foram os responsáveis por apresentar as primeiras atrações da V Feira Literária de Oeiras, iniciada na noite desta sexta-feira, 1°, na Praça de Eventos. A festa foi aberta com o Hino de Oeiras, tocado pelo grupo Bandolins Mirins, talentos revelados na rede municipal de ensino. Em seguida, uma dupla de flautistas – alunos da rede municipal – entoou o Hino de Teresina, composição de Cineas Santos, grande homenageado da FLOR este ano.

Uma jovem da escola municipal do povoado Chapada das Contendas, zona rural do município, empolgou o público com um repente sobre a vida do autor homenageado. Logo após, o prefeito José Raimundo fez uma saudação ao autor-tema da Feira Literária.

“Este projeto é proposto e executado por todos que fazem a Educação do nosso município. Fazem com gosto, dedicação e muita competência. A nossa 5ª FLOR, trabalhada desde o início do ano, faz uma homenagem ao professor, escritor e produtor cultural e cidadão, Cineas Santos. Nós, que fazemos a gestão municipal, agradecemos de coração, o seu abraçar e dedicação ao projeto FLOR. Muito obrigado”, agradece o prefeito.

“Cuidamos de nossas crianças como se cuida de um jardim. Acreditamos no desenvolvimento da educação através da leitura. Prova disso, são os nossos índices crescentes”, resume a professora Tiana Tapety, secretária municipal de Educação.

Emocionado, Cineas Santos se diz honrado com a homenagem. “A homenagem me deixa muito honrado. E eu, um animal nascido no do sertão do Piauí, onde não havia nem água, chegar até aqui, é por milagre da leitura. Aprendi a ler em folhetos de cordel e a minha vida inteira, desde os sete anos de idade é labutar com livros – escrevendo, divulgando, publicando e fazendo com que as crianças se apaixonem por eles”, comenta o escritor.

“Todas as vezes que vejo uma prefeitura, uma comunidade organizar uma feira de livro, eu começo a pensar que ali tem gente inteligente. Onde se semeia livros, os resultados acontecerão. Essa feira é uma coisa linda! As crianças brincando com livros, o livro não está proibido e elas podem chegar lá, folhear…Este é o caminho. Vejo tudo com muita alegria”, festeja Cineas Santos.

Realizada pela Prefeitura de Oeiras, através da Secretaria Municipal de Educação, a FLOR conta com a parceria do deputado Bessah, que destinou recursos para a realização do evento. “Estou impressionado com a estrutura montada. Isso é fruto de uma boa gestão da Secretaria Municipal de Educação e da Prefeitura de Oeiras. Estamos na quinta edição da FLOR e a cada ano ela vai se aperfeiçoando. Fico feliz de também contribuir com essa realização. O evento acontece através de uma emenda por mim destinada ao município que se concretizou por conta da boa vontade e do reconhecimento do Governo do Estado com a FLOR”, pontua Bessah.

‘O Parceiro do Vento’

Logo após a abertura da Feira Literária, foi realizado o lançamento da obra ‘O Parceiro do Vento’. Tributo de Cineas à Oeiras, que este ano faz 300 anos, a obra retrata com ludicidade passagens da primeira viagem do escritor à cidade. “Este livro foi feito para as crianças de Oeiras. É um presente que estou dando à cidade em sinal de gratidão e carinho”, explana Cineas Santos.

Participando da sessão de autógrafos, a professora Elicéia Romão não esconde a felicidade em poder contribuir para a realização do projeto. “A gente fica muito feliz de ver um trabalho que fazemos desde o início do ano sendo realizado. O esforço valeu a pena. As crianças aprenderam bastante, desde as crianças do Ensino Infantil ao Fundamental. Essa feira enriquece, com certeza, o aluno”, celebra a professora da escola municipal Girassol.

“É um momento muito enriquecedor, principalmente para nós que trabalhamos na zona rural. É um trabalho que desenvolve bastante na parte da literatura e da leitura e veio à calhar com o projeto Borboleta [projeto de alfabetização desenvolvido na rede municipal]. A gente pegou as obras do Cineas Santos, trabalhamos e pudemos ver que há um desenvolvimento das crianças e um interesse. É um projeto grandioso que acredito que vai ficar para sempre no calendário de eventos da cidade de Oeiras”, avalia a professora Blayneth Apolinário, da escola municipal da comunidade Belomonte, zona rural do município.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, 10 mil exemplares do livro ‘O Parceiro do Vento’ foram publicados e serão distribuídos a todos os alunos da rede municipal de Oeiras.

Você pode gostar...